Stress e ansiedade podem causar problemas no sono ou agravar perturbações já existentes. No entanto, a falta de sono também pode levar à ansiedade. Por vezes, pode ser difícil determinar se é a ansiedade que não o deixa dormir ou se é o facto de não dormir que o deixa ansioso. Ou serão ambas responsáveis pela falta de sono?

Se a ansiedade ou o sono interrompido é algo recente ou surge ocasionalmente, há estratégias que podem funcionar:

Começar a meditar

Aprender a acalmar a mente pode ser bastante útil, tanto para lidar com períodos stressantes durante o dia como para adormecer à noite. Se nunca experimentou, comece por meditar apenas alguns minutos, sentado em silêncio e concentrando-se na inspiração e na expiração.

Fazer exercício

Para lidar com a ansiedade pode ajudar juntar exercício físico à sua rotina.
Pesquisas mostram que pessoas que praticam regularmente desporto conseguem adormecer mais rapidamente, assim como dormir mais profundamente.
De fato, um único treino de intensidade moderada, como uma caminhada rápida, pode melhorar o sono até em pessoas com insónia crónica.

Tempo para relaxar

Antes de chegar à cama é importante dar ao corpo e à mente o tempo necessário para diminuírem o ritmo. Pelo menos meia hora antes de ir para a cama, oiça música calma, tome um banho ou leia um livro.

Evitar stress

É importante evitar temas e atividade que provoquem stress, principalmente perto da hora de dormir. Se as notícias o deixam ansioso, evite-as, assim como a discussão de um tema mais sensível (em casa ou nas redes sociais).

Listar tarefas

Se listar as suas tarefas antes de ir para a cama vai conseguir desligar mais facilmente de tudo o que tem de fazer. Isto faz com que já não dê voltas à cabeça a tentar lembra-se de tudo o que é necessário.